Segundo dia do 5º Seminário aborda assuntos sobre incentivo ao patrimônio cultur

O segundo dia do 5º Seminário do Patrimônio Cultural de Fortaleza teve continuidade na tarde desta terça-feira, 15, com uma mesa redonda sobre o tema “Alternativas de financiamento e incentivos ao Patrimônio Cultural", ministrado pela professora da Fundação Casa Rui Barbosa, no Rio de Janeiro, Lia Calabre, e pela professora da Universidade Estadual do Ceará (Uece), Claúdia Leitão.

A palestra que aconteceu no auditório Engenheiro Civil Waldyr Diogo de Siqueira, no Crea-CE, abordou pontos e questionamentos aos participantes sobre a forma de como os patrimônios culturais são preservados, como suas instalações vêm sofrendo investimentos por parte de decisões do poder público e investimentos do mercado turístico.

Para a professora Lia Calabre, um conjunto de apropriações giram em torno dos patrimônios históricos. Durante a mesa redonda, Lia Calabre apontou que existe uma série de exigências feitas pelo governo do Estado aos municípios, para que patrimônios históricos e culturais sejam preservados, pois, “é preciso ter toda uma legislação e conselhos de cultura” para que recursos sejam gerados. A professora, ainda, destacou o estado de Minas Gerais como um dos maiores incentivadores, nos seus municípios, a dedicar maior atenção e cuidado aos patrimônios locais.

Já a professora Cláudia Leitão, ex-secretária de Cultura do Ceará, começou sua fala incentivando o público a buscar mais conhecimento para que haja uma política mais consciente e inteligente em relação à preservação do que é considerado patrimônio no País. Segundo Claúdia, os patrimônios não se resumem, apenas, às construções arquitetônicas, no entanto, refere-se, principalmente, a heranças deixadas por culturas anteriores à sociedade. “Temos que nos inovar numa perspectiva do que realmente é um patrimônio. E, precisamos ter uma compreensão das pequenas heranças patrimoniais, não apenas dos valores arquitetônicos”, ratificou.

Claúdia Leitão finalizou a palestra falando sobre a importância da sociedade civil se ater em que o Estado tem investido. “É importante que a gente pense sobre o papel do Estado, para que aprendamos a fazer escolhas certas, e não deixar coisas importantes cair nas nas mãos do mercado”, disse.

Programação
O 5º Seminário do Patrimônio Cultural de Fortaleza continuará às 18h, desta terça-feira, com o lançamento da Coleção Pajeú que reúne livros com histórias e crônicas das sete Regionais de Fortaleza, elaborada por sete autores: do Pici - Pedro Salgueiro; Barra do Ceará – Bernardo Neto; Maraponga - Fernanda Coutinho; Parangaba - José Borzacchiello da Silva; Messejana – Edmar Freitas; Mucuripe – Audifax Rios e Centro – Raymundo Netto.

Assessoria de Imprensa Crea-CE

Confira outras notícias do Centro Cultural...

10/05/2017 Geometria dá vida às cores na exposição de J. Pinheiro
13/12/2016 O Centro Cultural do Crea-CE recebe a Exposição Ita-Quatiara: Imagens das Pedras
13/12/2016 O Centro Cultural do Crea-CE recebe a Exposição Ita-Quatiara: Imagens das Pedras
07/10/2016 Alunos do CEJA expõem maquetes no Centro Cultural do Crea-CE
07/10/2016 Alunos do CEJA expõem maquetes no Centro Cultural do Crea-CE
02/08/2016 Centro Cultural do Crea-CE recebe a exposição Faces
12/10/2015 Centro Cultural do Crea-CE participa do projeto Viva o Centro de Fortaleza
26/03/2015 Centro Cultural do Crea-CE recebe mostra “Identidade aos 20”
24/10/2014 Exposição “Cortejo nos trilhos” é lançada no Centro Cultural Crea-CE
25/09/2014 Centro Cultural do Crea-CE lança exposição “Pássaros Brasileiros”
10/05/2014 VII Mostra 8 de Maio é aberta no Centro Cultural do Crea-CE
06/05/2014 Crea-CE recebe mostra em homenagem ao Dia do Artista Plástico Brasileiro
15/04/2014 Secultfor realiza 5º Seminário do Patrimônio Cultural de Fortaleza no Crea-CE
02/04/2014 Crea-CE recebe o 5° Seminário do Patrimônio Cultural de Fortaleza
06/03/2014 II Engenharte do Crea-CE revela talentos