Notícias

 

Palestras e reconhecimentos são destaques em programação alusiva aos 40 anos da Mútua-CE


28/07/2017


_DSC0154
Lideranças do sistema profissional no estado marcaram presença no encontro


Evento técnico comemorativo aos 40 anos da Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea-CE (Mútua-CE) foi realizado durante toda a tarde e parte da noite do dia 26, última quarta-feira, na sede do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará, (Crea-CE). Discursos, reconhecimentos e palestras destacaram-se na programação alusiva à data, que reuniu profissionais da área tecnológica e lideranças do sistema profissional no estado, muitas das quais fundadores da entidade ou atuantes na história da Caixa de Assistentes ao longo do período.

Após saudar e agradecer a presença de todos nos festejos, o diretor-geral da Mútua no Ceará, engenheiro civil Gerardo Santos Filho, enfatizou o papel da Caixa de Assistência no oferecimento de benefício aos profissionais. Lembrou que hoje a Mútua-CE é a segunda de melhor desempenho no País, perdendo apenas para a Mútua de Minas Gerais.

Gerardo Santos registrou o grande esforço da atual diretoria da entidade para melhorar o desempenho da Mútua, assim como para ampliar o número de associados. Também frisou que, contanto com o decisivo apoio do Crea-CE, vem sendo desenvolvido um plano de interiorização, que conta com visitas às inspetorias do conselho em vários municípios cearenses. Trabalho esse feito com grande intensidade sobretudo no passado.

Nossos principais atrativos continuam sendo os benefícios e os empréstimos a juros diferenciados no mercado”, disse, explicando que no Ceará não foi possível, ainda, oferecer plano de saúde. “Muito já fizemos em quase seis anos das duas últimas gestões, porém muito ainda precisamos avançar”, comentou o engenheiro, afirmando que Mútua é “forte graças a um trabalho executado em equipe”. Em seu discurso, não esqueceu, inclusive, de agradecer a colaboração recebida dos funcionários da Caixa de Assistência.



pronunciamentos 1
O presidente do Crea-CE, engenheiro civil Victor Frota Pinto, o ex-presidente do Crea-CE, Antônio Salvador da Rocha, o ex-presidente do Crea-CE, engenheiro civil Otacílio Borges Filho, e a presidente do Senge-CE, engenheira-agrônoma Maria Helena de Araújo, durante pronunciamento 



Desempenho da diretoria

A Mútua é o braço assistencial do Sistema Confea/Crea”, citou, durante a abertura do encontro, o presidente do Crea-CE, engenheiro civil, Victor Frota Pinto, parabenizando a diretoria regional da Mútua pelo desempenho da gestão e pelo aumento recorde no número de associados nos últimos anos.

Victor Frota ratificou que o papel dos conselhos é a fiscalização do exercício profissional, e assim oferece segurança à sociedade quanto à qualidade dos serviços e projetos executados. “Defender os profissionais é função das entidades, mas há muita desinformação em relação a isso”, sugerindo que a universidade poderiam resolver o problema se inserissem em suas grades curriculares o ensino dessas questões. Adiantou que o Crea-CE cede espaço em sua sede para a Mútua em reconhecimento ao importante trabalho da entidade e a competente gestão de seus atuais dirigentes.

Além de Gerardo Santos Filho, já em seu segundo mandato como diretor-geral no Ceará, a Mútua é administrada pelo diretor administrativo e engenheiro Vicente de Paulo Melo Lima e pelo diretor financeiro e engenheiro Sérgio Araújo Chaves da Cunha, que também se pronunciaram na ocasião.

Iniciamos o primeiro mandato em uma Mútua com 350 sócios e terminamos o período com quase o dobro. Neste segundo mandato, essa diretoria triplicou o número de sócios”, informou Sérgio Araújo. Segundo ele, atualmente a Caixa de Assistência conta com quase 2300 sócios. “Sem dúvida um grande avanço”.



Diretoria Mútua
No Ceará, a Mútua é dirigida pelo engenheiro civil Gerardo Santos Filho, tem como diretor financeiro o engenheiro Sérgio Araújo Chaves da Cunha e como diretor administrativo o engenheiro Vicente de Paulo Melo Lima 



Para o diretor financeiro, há ainda uma acentuada falta do conhecimento do profissional acerca do verdadeiro papel da Mútua. “Daí a nossa decisão, já no primeiro mandato, de sairmos do Bairro de Fátima e nos estabelecermos dentro do Crea, bem pertinho dos profissionais”. Sérgio Araújo acrescentou, também, que “há seis anos, tínhamos oito modalidades de benefícios e uma demanda mensal de 20 solicitações. Hoje, temos uma demanda de 60 benefícios mensais”.

Além das modalidades de benefícios, todos com taxas de juros baixas de 0,3 a 0,7 %, Sérgio Araújo enfatizou que o avanço da Mútua nesses últimos seis anos favoreceu não apenas os profissionais diretamente, bem como as entidades de classe ligadas ao sistema, uma vez que existem programas que as beneficiam.

Já na abertura do evento técnico, o ex-presidente do Crea-CE e engenheiro civil Otacílio Borges Filho recordou a história de criação da Mútua no Ceará, observando o grande desenvolvimento alcançado até os dias atuais, sobretudo no comando de Gerardo Santos Filho. “Gostaria de parabenizar todos que fazem parte dessa diretoria. Profissionais que se mostraram dedicados à engenharia e competentes na administração da Caixa de Assistência”, disse.

O ex-presidente do Crea, Antônio Salvador da Rocha, fez questão de parabenizar os atuais gestores. “Podemos falar em uma Mútua antes e depois da atual diretoria”, frisou, destacando a liderança e a capacidade de trabalhar em equipe do engenheiro Gerardo Santos Filho. “Poucos se dedicaram com tanto afinco para melhorar a nossa Caixa de Assistência”, afirmou.

Também a presidente do Sindicato dos Engenheiros do Estado do Ceará (Senge-CE), engenheira-agrônoma, Maria Helena de Araújo, prestou seu reconhecimento aos atuais gestores no Jubileu de Rubi da instituição, bem como ao trabalho desenvolvido pelo ex-presidente da instituição e engenheiro-agrônomo, José Maria Freire. A presidente do Senge ressaltou a sua imensa honra de estar entre os primeiros associados à Mútua-CE.


Palestras ministradas


Após a abertura da solenidade, aconteceu a palestra ministrada pelo engenheiro civil Catão Francisco Ribeiro sobre “Obras de Artes Especiais Estaiadas”. O responsável técnico pela elaboração de mais de 2.500 projetos estruturais de obra de arte especiais e diretor da empresa Enescil Engenharia de Projetos Ltda fez um retrospecto de seu trabalho, citou detalhes, por exemplo acerca da ponte sobre o Canal de Laranjeiras, em Laguna, em Santa Catarina. Em determinados momentos, enfocou, ainda, a crise política que atravessa o País. 


palestrantes
Palestrantes: engenheiro civil Catão Francisco Ribeiro, engenheiro civil Marcelo Gonçalves Nunes de Oliveira Morais, Rodrigo Barbosa de Castilho e engenheiro mecânico e eletricista Jurandir Picanço (da esq. para dir.)



Em seguida, engenheiro civil Marcelo Gonçalves Nunes de Oliveira Morais expôs sobre “Torres Eólicas de Concreto”. O palestrante é natural do Piauí, pós-graduado em Recursos Hídricos e Meio Ambiente, foi presidente do Clube de Engenharia do Piauí, de 1991 a 1995, e presidente do Crea-PI por dois mandatos (1997 a 1999 e 2000 a 2002).

A Importância da Previdência e plano de benefícios TecnoPrev” foi o tema da palestra apresentada por Rodrigo Barbosa de Castilho, formado em Administração de Empresas e em Comunicação Social. O palestrante é gerente de Previdência da Mútua nacional e foi responsável pela apresentação de um assunto que despertou a atenção de muitos dos presentes ao auditório do Crea.

Rodrigo Castilho fez um panorama dos 40 anos da Mútua, enfocando principalmente os benefícios oferecidos aos associados, com o foco na previdência complementar. “A ideia é fomentar a adesão ao programa”, esclareceu, sem esquecer de enfatizar a real situação da previdência oficial do País e a situação do INSS. “Esse contexto nacional confirma a necessidade de uma previdência privada”, adiantou, mostrando dados demográficos e, ainda, uma simulação das vantagens decorrentes dos serviços da Mútua.

O evento ficou encerrado com a exposição sobre “Panorama das energias renováveis”, a cargo do engenheiro mecânico e eletricista Jurandir Picanço, ex-presidente da Companhia Energética do Ceará (Coelce), professor adjunto aposentado do Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Ceará (UFC) e atual consultor de Energia da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), presidente da Câmara Setorial de Energias Renováveis do Estado do Ceará e membro da Academia Cearense de Engenharia (ACE).



_DSC0122
O evento reuniu profissionais e estudantes da área tecnológica 

Sobre a Mútua
A Caixa de Assistência dos Profissionais dos Creas é uma sociedade civil sem fins lucrativos criada pelo Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), através da resolução nº 252 de 17 de dezembro de 1977, conforme autorização legal contida no artigo 4º da Lei 6.496 de 7 de dezembro de 1977.
O principal objetivo da entidade é oferecer a seus associados planos de benefícios sociais, previdenciários e assistenciais, de acordo com sua disponibilidade financeira, respeitando o seu equilíbrio econômico-financeiro. Em âmbito nacional, a Mútua é presidida pelo engenheiro civil Paulo Roberto de Queiroz Guimarães (gestão 2015/2018), que atua na instituição há 14 anos, anteriormente nos cargos de diretor de Benefícios, assessor das regionais e superintendente.


Mozarly Almeida
Assessora de Imprensa do Crea-CE

Confira outras notícias do Crea-CE

05/08/2021

Nota de Pesar

10/05/2021

Nota de Pesar

19/01/2021

Anuidade 2021

19/05/2020

LUTO NO MAGISTÉRIO

03/01/2020

Nota de Falecimento

02/01/2020

Aviso Importante

20/09/2019

DIVISORA DE ÁGUAS

17/09/2019

Medalha do Mérito

30/07/2019

Redes Sociais

08/03/2019

Mulheres fortes

01/03/2019

Piso Salarial

09/01/2019

Anuidade 2019

13/11/2018

Nota de Pesar

21/08/2018

Aberta a 75ª SOEA

14/08/2018

Prêmio IBEC

04/07/2018

Nota de Pesar

23/04/2018

PL 9818/2018

19/04/2018

NOTA DE PESAR

27/03/2018

NOTA TÉCNICA

01/03/2018

APP do Crea-CE

22/12/2017

Boas Festas!

14/11/2017

CONVITE

10/11/2017

A BEM DA VERDADE

27/12/2016

COMUNICADO

13/12/2016

Semana Tecnológica