Notícias

 

Presidente Krüger participa do lançamento do Programa Mulher do Crea-CE



Brasília, 17 de março de 2021.


Ao participar do lançamento on-line do Comitê Gestor do Programa Mulher do Crea do Ceará nessa terça-feira (16/3), o presidente do Confea motivou a disseminação do projeto. “Parabenizo pela implantação do programa no Conselho Regional, que é onde as discussões e ações têm que acontecer”, disse o eng. civ. Joel Krüger, ressaltando que o Confea, enquanto Federal, é um incentivador do projeto idealizado para promover a igualdade de gênero nos 27 Regionais. 


A iniciativa visa estimular que postos de lideranças no Sistema Confea/Crea sejam cada vez mais ocupados por mulheres. Para isso, o modelo de governança tem sido repensado, informou o presidente. Discutir a participação das mulheres no mercado de trabalho e as dificuldades que elas enfrentam na sociedade, como assédio e feminicídio, são outros dois macro-objetivos do programa. 


Em sua fala, Krüger adiantou que, além de fomentar a implantação nos estados brasileiros, o Confea está trabalhando para internacionalizar o projeto. “Queremos saber qual a real situação em outros países, onde infelizmente os problemas se repetem”, disse ao mencionar o termo de reciprocidade firmado com a Ordem dos Engenheiros de Portugal (OEP) voltado para a questão da equidade de gênero. Tratativas semelhantes estão em andamento com a Federação Mundial de Organizações de Engenheiros (Fmoi). 


Presidente Joel Krüger, durante reunião on-line do Crea-CE


Identidade local

Também presente à solenidade virtual, a secretária-executiva do Comitê do Programa Mulher do Confea destacou a importância da adesão dos Regionais à iniciativa. “Cada Crea, por meio do plano de ação, do comitê gestor e da proposição de metas, tem colocado a identidade do seu estado nesse programa, tornando-o plural. É um projeto que foi para as capitais dos estados e, com ajuda das entidades de classe, ele tem ido para o interior”, comentou a eng. eletric. Fabyola Resende, gerente de Relações Institucionais (GRI) do Federal. 


O projeto tem ganhado capilaridade, na avaliação de Fabyola, porque as mulheres têm encontrado uma voz que as represente. “Pela primeira vez na história do Sistema Confea/Crea, em 85 anos, temos o maior conselho do mundo falando para a sociedade que ele está preocupado com a situação da mulher na Engenharia, Agronomia e Geociências. E levando a discussão para temas que vão além da equidade salarial, do assédio moral e sexual; colocando também a questão do feminicídio e da violência doméstica”, pontuou.


Participação feminina no Ceará

O presidente do Crea-CE agradeceu a colaboração do Confea na implementação no programa, e aos integrantes do comitê local assegurou suporte para que as ações sejam realizadas. “Desejo sucesso ao grupo e garanto que todo apoio será dado de forma incondicional”, afirmou o eng. civ. Emanuel Maia Mota, depois de apresentar as estatísticas de gênero do Regional. “No Ceará, 12% dos profissionais registrados no Crea são mulheres. Dessas, 45% têm menos de 45 anos de idade, 52% delas moram em Fortaleza e 58% são engenheiras civis. E 20% do plenário do Crea é composto de mulheres.”


Presidente Emanuel Mota na videoconferência de lançamento do Programa Mulher do Crea-CE


Secretária do comitê do Crea, a eng. agr. Maria Helena Araújo disse contar com o apoio das lideranças do Regional e do Confea, bem como dos demais integrantes, para desenvolver o trabalho. “O programa é aberto a todas e todos sem discriminação, afinal a questão de gênero é de homem e de mulher.” 


Ela também listou os pontos que irão nortear o projeto, cujo objetivo é fazer com que “as mulheres sejam protagonistas de seu destino”, no estado que em 2019 foi o segundo com maior número de feminicídio, na região Nordeste. “A proposta é fomentar discussões temáticas, propor políticas atrativas para mulheres, manter contato com as entidades, mapear as profissionais do Ceará e estimular a participação delas em todo o estado, discutir mercado de trabalho e a violência que aflige e mina a confiança das mulheres”, pontuou, reiterando que “a agenda é ambiciosa e somente terá sucesso com colaboração de todos”. 

  

Protagonismo feminino

O Programa Mulher começou a ser elaborado em 2018 e foi um grande marco no processo de consolidação da política de Equidade de Gênero do Sistema Confea/Crea e Mútua. A principal meta é atingir o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável – ODS nº 05 da ONU, além de fomentar a elaboração de políticas de interesse das mulheres engenheiras, agrônomas e da área das geociências dentro das diversas entidades de classe e Creas, visando à participação feminina de forma protagonista em todas as esferas do Sistema e de entidades de classe. Conheça o https://www.programamulherconfea.com/ 


Confira como foi o evento de lançamento: 




Julianna Curado 

Equipe de Comunicação do Confea

Fotos: Marck Castro/Confea

Confira outras notícias do Crea-CE

05/08/2021

Nota de Pesar

10/05/2021

Nota de Pesar

19/01/2021

Anuidade 2021

19/05/2020

LUTO NO MAGISTÉRIO

03/01/2020

Nota de Falecimento

02/01/2020

Aviso Importante

20/09/2019

DIVISORA DE ÁGUAS

17/09/2019

Medalha do Mérito

30/07/2019

Redes Sociais

08/03/2019

Mulheres fortes

01/03/2019

Piso Salarial

09/01/2019

Anuidade 2019

13/11/2018

Nota de Pesar

21/08/2018

Aberta a 75ª SOEA

14/08/2018

Prêmio IBEC

04/07/2018

Nota de Pesar

23/04/2018

PL 9818/2018

19/04/2018

NOTA DE PESAR

27/03/2018

NOTA TÉCNICA

01/03/2018

APP do Crea-CE

22/12/2017

Boas Festas!

14/11/2017

CONVITE

10/11/2017

A BEM DA VERDADE

27/12/2016

COMUNICADO

13/12/2016

Semana Tecnológica